Pagamento do saque emergencial do FGTS começou a ser feito dia 29 de junho de 2020.

A Caixa Econômica Federal começou a liberar nesta segunda-feira dia 29, o pagamento do saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

O pagamento é destinado a trabalhadores brasileiros que estão com contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

O saque emergencial começou a ser pagos aos trabalhadores e o resgate emergencial tem como teto estipulado o valor de até R$ 1.045.

Os primeiros trabalhadores a serem beneficiados com o pagamento serão os nascidos no mês de janeiro.

Os demais beneficiários que nasceram  nos demais meses terão o dinheiro do saque emergencial liberado de forma escalonada, de acordo com o mês de seu nascimento.

A previsão é que todas os brasileiros que tenham direito ao benefício do saque emergencial do FGTS tenham o dinheiro em mãos até início do mês de setembro deste ano.

Confira também: Empréstimo consignado – aumento da margem é aprovado pela Câmara

Quem terá direito ao saque emergencial do FGTS?

O saque emergencial do FGTS é destinado a qualquer trabalhador que tenha saldo nas contas do FGTS, sejam as mesmas ativas ou inativas.

O valor máximo disponibilizado pela Caixa Econômica Federal para este fim é de R$ 1.045. O valor de R$ 1.045 estabelecido é o teto do benefícios, mesmo que o saldo em conta do beneficiado seja superior a isso.

Sendo assim, não é possível sacar mais do R$ 1.045, ainda que o beneficiado conte com outras duas ou três contas, ativas ou inativas, com saldos superiores a essa quantia em seu nome.

Se o trabalhador possui um valor inferior a R$ 1.045 de saldo do FGTS, o mesmo poderá retira-lo de sua conta.

Como o valor será pago pela Caixa?

O pagamento do valor referente ao saque emergencial do FGTS será depositado em uma Poupança Social Digital, que será aberta automaticamente pela Caixa Econômica Federal em nome de cada trabalhador.

Com o dinheiro depositado pela Caixa, o titular da conta poupança poderá pagar boletos ou contas, bem como utilizar o cartão de débito virtual e QR code para fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos comerciais que aceitem a forma de pagamento.

O trabalhador que tem direito ao benefício mas prefere não sacar o dinheiro do FGTS agora, poderá indicar que não deseja receber o saque emergencial. O prazo para passar a informação à Caixa é de até 10 dias antes do início do calendário de crédito do titular da conta em questão

Para maiores informações e detalhes a respeito do benefício, bem como do calendário disponibilizado pela Caixa Econômica Federal para efetuar o pagamento é indicado acessar ao site oficial da Caixa ou comparecer até uma agência física do banco.

Leave a comment